quinta-feira, 5 de novembro de 2009

PEDAÇOS DE MIM

Deito-me em areia sagrada
encontro tuas fronteiras,tão virgens e inteiras
á espera de todos os meus pedaços

Passos certos para a dança,
mãos descalças e felizes
caminhos para o luar...

Abraçar-te é reconstruir o meu ar
vou para dentro de ti,buscar o todo de mim
encontro a fome saciada

E assim nua,alimento meu corpo,
com as palavras de vento...
e assim o instante é a imagem
que comtemplo com alegria
sintonia de bocas e peles...

E tão perto de ti,sou o que leio,
em tuas páginas de delicadeza e sol...
E tão fora de mim,sou um jardim, perfumada...

Na bagagem...cheia de amor atordoada
de bela certeza e coragem.

2 comentários:

  1. Existe...
    Tanto de ti em mim
    Tanto de mim em ti...

    Tudo se revela nas tuas sinceras e belas
    palavras.

    Beijo com amor

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar